Acessos Culturais / Eventos


                       Entre 28 e 30 de maio de 2018, eventos paralelos ao VII Sitre e locais que estão nas agendas culturais de Belo Horizonte

Exposição “Artes do Fazer – Os Ofícios no Acervo do MHAB” A exposição “Artes de Fazer” é composta por uma variedade de objetos, tais como ferramentas de trabalho, registros de estabelecimentos e produtos do trabalho desses… De: 09.02.2018 a 31.05.2018 Museu Histórico Abílio Barreto (MHAB) 31 3277-8573. (Fonte: www.belohorizonte.mg.gov.br/pra-curtir-bh/agenda-cultural).

Exposição Trauma | Gilson Rodrigues Gilson Rodrigues vive e trabalha em São Paulo. É Bacharel em Artes Visuais pela UFMG e licenciado pela UEMG. Se dedica a pintura e suas interseções com outras linguagens..De: 20.03.2018 a 09.06.2018 – DotART Galeria de Arte. 31 3261-3910. (Fonte: www.belohorizonte.mg.gov.br/pra-curtir-bh/agenda-cultural).

10º Festival Internacional de Quadrinhos – FIQ BH – O Festival Internacional de Quadrinhos de Belo Horizonte (FIQ-BH) terá como homenageada da edição 2018 a quadrinista Érica Awano. De: 30.05.2018 a 03.06.2018. (Fonte: www.belohorizonte.mg.gov.br/pra-curtir-bh/agenda-cultural).

O Museu de Artes e Ofícios – MAO é um espaço cultural que abriga e difunde um acervo representativo do universo do trabalho, das artes e dos ofícios no Brasil. Um lugar de encontro do trabalhador consigo mesmo, com sua história e com seu tempo. (Fonte: http://www.mao.org.br/sobre/).

O Instituto Inhotim começou a ser idealizado pelo empresário mineiro Bernardo de Mello Paz a partir de meados da década de 1980. A propriedade privada se transformou com o tempo, tornando-se um lugar singular, com um dos mais relevantes acervos de arte contemporânea do mundo e uma coleção botânica que reúne espécies raras e de todos os continentes. Os acervos são mobilizados para o desenvolvimento de atividades educativas e sociais para públicos de faixas etárias distintas. O Inhotim, uma Oscip (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público), tem construído ainda diversas áreas de interlocução com a comunidade de seu entorno. A cada dia, consolida-se como um agente propulsor do desenvolvimento humano sustentável. (Fonte: http://www.inhotim.org.br/visite/como-chegar-chegar).

A história do Circuito Liberdade se confunde com a história da própria cidade de Belo Horizonte. A transformação da Praça da Liberdade em um complexo cultural foi feita em 2010, mas sua vocação para atividades voltadas à arte, à cultura e à preservação do patrimônio foi construída bem antes, com o Arquivo Público Mineiro, a Biblioteca Pública, o Museu Mineiro e a ocupação da Praça por diversos movimentos culturais. (Fonte: http://circuitoliberdade.mg.gov.br/pt-br/circuito-liberdade-br/historia).

O Conjunto Moderno da Pampulha, ícone da arquitetura moderna no Brasil, é um dos principais espaços públicos da capital mineira dedicados ao lazer, cultura e turismo. O arquiteto Oscar Niemeyer concebeu as ideias do projeto arquitetônico que compreende o Iate Tênis Clube, o Cassino (atual Museu de Arte da Pampulha), a Casa do Baile e a Igreja de São Francisco de Assis. (Fonte: http://www.soubh.com.br/roteiros/rota-niemeyer-patrimonio-cultural-da-humanidade/)

Cine Humberto Mauro. No ano em que se completam 70 anos desde a 1ª Declaração Internacional dos Direitos Humanos, de 4 a 29 de maio o Cine Humberto Mauro exibe a Mostra Direitos Humanos: um mundo por vir. Acesse a PROGRAMAÇÃO completa da mostra.

Acesse a PROGRAMAÇÃO das sessões  com ACESSIBILIDADE.

Confira as SINOPSES dos filmes.

(Fonte: http://fcs.mg.gov.br/index.php?option=com_gmg&controller=story&id=2920-cine-humberto-mauro-exibe-mostra-especial-sobre-direitos-humanos).