Apresentação


O aumento, em todo mundo, da produção científica promovida por instituições e pesquisadores dedicados às diversas áreas do conhecimento tem congestionado o calendário acadêmico brasileiro e internacional com inúmeros eventos; muitos deles dimensionados para reunir milhares de pesquisadores, professores e estudantes, que procuram apresentar e discutir seus trabalhos, assim como os de seus colegas pesquisadores. Frequentemente esses eventos são, também, pensados para tratar de temas dentro de áreas de conhecimento muito específicas.

Não obstante a importância das iniciativas para o desenvolvimento das ciências em todo mundo observa-se que, eventos com essa magnitude e especificidade, pela própria dinâmica que são obrigados a engendrar para se realizarem, dificultam, por vezes, a aproximação e a troca de experiência entre os participantes. E, ainda, excluem ou colocam à margem, muitos outros, cujos objetos de estudo não se colocam precisamente dentro da área do conhecimento que trata o evento.

O Simpósio Internacional Trabalho, Relações de Trabalho, Educação e Identidade – SITRE, ao contrário e como é pensado por seus idealizadores e promotores, procura focar sua atenção na interface de áreas tradicionais do conhecimento e de pesquisa, abrigar-se em campos teóricos e metodológicos diversos, e tem no trabalho, na educação, na identidade e suas relações, seu objeto de estudo. Por força dessa atenção, reúne-se no evento um número menor de participantes, medidos em poucas centenas deles, todavia, bastante identificados em seus trabalhos, não obstante possam ter origem em diferentes disciplinas. Espera-se que o número reduzido de participantes e a dinâmica organizacional mais intimista do evento possam facilitar a aproximação entre pesquisadores e instituições, favorecendo toda sorte de parceria acadêmica. Marca-se o evento, portanto, como um espaço de encontros, de trocas, mas também de comemoração entre profissionais e instituições de diferentes campos do conhecimento, brasileiros e estrangeiros, em torno de suas realizações e projetos.

O SITRE é o lugar, então, onde se encontram e se recobrem em suas interfaces as Ciências Humanas e Sociais Aplicadas, as Ciências Exatas, a Educação, as Engenharias, a Filosofia. Onde se encontram pesquisadores, mas também docentes dedicados ao estudo da Educação, do Trabalho e da Identidade.

HISTÓRIA

O I Simpósio Internacional Trabalho, Relações de Trabalho, Educação e Identidade – SITRE ocorreu em 2006, no Museu Abílio Barreto, Belo Horizonte, e teve como objetivo aproximar pesquisadores, professores, mestrandos e doutorandos dedicados à temática, visando um aprofundamento teórico e uma troca de experiências entre eles e suas Instituições. O Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais – CEFET-MG, a Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG (Faculdade de Educação e Departamento de Engenharia de Produção), o Museu de Artes e Ofícios – MAO, o Conservatoire National des Arts et Métiers – CNAM (Paris/França) e o Conselho Regional de Engenharia de Minas Gerais – CREA-MG parceiros deste primeiro evento reuniram cerca de noventa participantes. Decidiu-se, na ocasião, por uma periodicidade de 2 anos para o SITRE, bem como pela ampliação do número de Instituições Públicas de Ensino Superior e de pesquisa como parceiras.O II SITRE aconteceu em 2008, na mesma cidade, no Auditório Neidson Rodrigues da FAE-UFMG e teve seu público ampliado para 120 participantes. A partir desse evento o Simpósio foi enriquecido com a parceria da Universidade do Estado de Minas Gerais – UEMG (Faculdade de Educação) que somou esforços para a realização do evento.

O III SITRE, ocorrido em 2010, instalou-se, assim como o anterior, no auditório da FAE-UFMG e assistiu o número de professores, pesquisadores, mestrandos e doutorandos alcançar 250 participantes. O SITRE contou, a partir desse evento, com a parceria da Universidade Federal de Ouro Preto – UFOP. Pela primeira vez o evento abriu espaço para os Grupos de Trabalhos – GTs, num total de oito, dedicados às temáticas em discussão.

O IV SITRE aconteceu nos dias 28, 29 e 30 de maio de 2012 e somou um maior número de Instituições parceiras com a presença da Universidade Federal de Viçosa – UFV, da Universidade Federal de Uberlândia – UFU e da Universidade Federal de Itajubá – UNIFEI, toda elas em Minas Gerais, e ainda, da Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ. O IV SITRE reuniu, também, pesquisadores, professores e alunos da pós-graduação de outros departamentos das Instituições envolvidas e de outras instituições brasileiras como, por exemplo, da PUC-Minas, da UNA, da Unicamp etc. Excetuando-se a palestra de abertura, o evento teve um público limitado a 250 pessoas, já que o seu objetivo é facilitar a aproximação de profissionais e estudantes da área, visando o aprofundamento teórico e a troca de experiência entre os pesquisadores, as atividades conjuntas de pesquisa e a construção de novos convênios envolvendo as entidades promotoras do evento e o fortalecimento dos já existentes. Houve, assim, uma conferência de abertura, 6 mesas redondas, 12 Grupos de Trabalhos, 3 minicursos e apresentação de pôster.

O V SITRE aconteceu nos dias 26, 27 e 28 de maio de 2014, no auditório da FAE-UFMG e demais dependências desta Instituição deverá. Assim como os eventos anteriores recebeu um importante público. Mais de 400 professores, pesquisadores e estudantes de cursos de pós-graduação do país e do estrangeiro participaram do V SITRE e assistiram a conferência do prof. Patrus Ananias, ex-Ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (2004-2010). Nos dias seguintes sete Mesas e 13 Grupos de Trabalhos – GTs e dois minicursos, que contaram com a participação de convidados brasileiros e estrangeiros, deram continuidade aos trabalhos e asseguraram o alto nível do evento. Assim como nos eventos anteriores os trabalhos apresentados durante V SITRE foram disponibilizados aos participantes e ao público em geral nos Anais do SITRE.

O VI SITRE aconteceu nos dias 30/31 de maio e 1º. de junho de 2016, nas dependências da Fae-UFMG (Auditório Neidson Rodrigues e salas da Instituição). Com um público estimado 400 participantes entre professores/pesquisadores e pós-graduandos de várias partes do Brasil e do estrangeiro. Realizamos as seguintes atividades: uma Conferência de abertura, 6 Mesas Redondas, 15 Grupos de Trabalho e dois minicursos, com a participação de pesquisadores brasileiros e estrangeiros, além de atividades culturais, lançamento de livros e um coquetel de congraçamento.

A organização do SITRE é de responsabilidade do prof. Dr. Antônio de Pádua Nunes Tomasi – CEFET-MG, líder do grupo de pesquisa Programa de Estudos em Engenharia, Sociedade e Tecnologia – PROGEST e professor do mestrado em Educação Tecnológica da mesma Instituição, que conta com a colaboração dos professores Dra. Daisy Moreira Cunha – UFMG, membro do Núcleo de Estudos sobre Trabalho Educação da FAE-UFMG e do Programa de Pós-Graduação da FAE-UFMG, do Dr. José Peixoto, professor do mestrado em Educação da UEMG e do Dr. Luciano Rodrigues Costa da UFV e do Dr. Jean- Marie BARBIER do CNAM/Paris, Diretor da Chaire UNESCO/CNAM Formation et Pratiques Professionnelles. E alunos do Programa de Mestrado em Educação Tecnológica do CEFET-MG.