GT 12 – Juventude e mercado de trabalho: a transição da escola ao trabalho e suas consequências para a reprodução social

Coordenador(a):  Prof. Dr. Diogo Henrique Helal (FUNDAJ); Profa. Dra. Jesuína Maria Pereira Ferreira (UNIFBV)

Ementa: A desigualdade social brasileira é vítima de um processo que se perpetua entre gerações, qual seja: a entrada precoce no mercado de trabalho a qual alija as chances de realização educacional e a mesma restringe o acesso digno ao mercado de trabalho compondo-se assim em um círculo vicioso. O investimento em educação, antes de qualquer interpretação, deve ser entendido como tendo um fim em si mesmo, qual seja: o aprendizado. Entretanto, para a literatura acadêmica e para os gestores públicos, anos de escolarização e a qualidade dos mesmos tem sido compreendido quase que exclusivamente como fonte de acesso ao mercado de trabalho. Este grupo de trabalho tem como foco exatamente no estudo do contexto da transição da escola para o mercado de trabalho aqui entendido como feito em qualquer etapa do sistema escolar mesmo concomitantemente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *